120 anos de acordo de amizade Brasil Japão

Hoje, ou melhor, ontem, me animei ao ver o vídeo sobre o pós bomba em Hiroshima e resolvi buscar uns vídeos estilo aquele para contextualizar os jovens que estão a caminho do Japão sobre outro tema, que é esse tal de 120 anos do acordo de amizade entre o Brasil e Japão.

Na verdade nem sabia ou lembrava que isso era comemorado na comunidade japonesa do Brasil. O que mais lembrava e que sempre se comemora é a chegada do primeiro navio em 1908, lembro quando criança de passar horas para ver a queima de fogos no autódromo de Interlagos, em uma época que não era comum soltar fogos, para os 80 anos da chegada do navio, e também, já chefe escoteiro, de trabalhar lá no sambódromo em São Paulo pelo grupo ao qual fazia parte em São Paulo nas festividades dos 100 anos, que duraram alguns dias e encontrei o atual imperador do Japão, na época príncipe, que passou de carro aberto e, logicamente, me cumprimentou, me mandou um abraço e pediu para visitá-lo lá na terra dele.

Há alguns filmes sobre o tema da imigração, os que mais me marcaram foi uma série produzida pela tv japonesa em 5 episódios, com legendas em português e uns atores fingindo ser brasileiros. É a história de 2 irmãs, uma que veio ao Brasil quando pequena e a outra que ficou no Japão, que se prometeram trocar cartas mas por causa da guerra elas nunca chegaram. Talvez por eu ter 2 filhas em idade próxima, como no filme, este foi bem marcante, preparem os lenços e toalhas para enxugar as lágrimas. Busque no youtube “Haru Natsu, as cartas que não chegaram” e vai achar os 5 episódios.

Um outro que é mais diretamente relacionada à imigração é o filme da Tizuka Yamazaki, “Gaijin, ama-me como sou”, que também tem no youtube. Mostra a dureza que foi vir ao Brasil para ficar só um tempo, a frustração de ficar aqui, as gerações de filhos e netos, a volta ao Japão para trabalhar nos tempos atuais como operários em funções que os japoneses não querem assumir e a dificuldade da volta, já que no Brasil são chamados de japoneses e no Japão são chamados de estrangeiros (Gaijin).

São 4 episódios de meia hora, gravados diretamente na tela da Globo então a qualidade não é das melhores, mas mostra a realidade de 90% dos japoneses que vieram para o Brasil e também de muitos outros povos como alemãs, italianos dentre outros. Coloquei o primeiro episódio neste post e os seguintes também estão todos na sequência no youtube.

Quando vi este filme lembrei das histórias que me contaram das dificuldades enfrentadas pelos meus avós por parte de mãe, que foram do porto de Santos, passando pela hospedaria dos imigrantes no Brás em São Paulo diretamente para a lavoura no interior do estado, morando em casas de barro, começando a vida no Brasil sem falar a língua, comendo comida “estranha”, ralando igual ao filme para conseguir algo, ou pelo menos mandar os filhos para a escola para não sofrerem o que eles sofreram. Um dia ainda faço um blog dedicado a este tema, li muitos livros a respeito para conhecer minhas origens, tanto em português quanto em inglês traduzidos do japonês para ter uma visão de vários ângulos sobre este processo.

Anúncios
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: